Cheguei a uma conclusão sobre você… Você realmente não sabe amar, não sabe amar nem a si próprio antes de amar uma pessoa, tu sempre foi um cara sem noção. E agora sabe o que é pior, Charlie? Você sempre acha que sabe tudo, “Sr. dono da razão”. Mas você não sabe um terço das coisas e muito menos da vida, mesmo assim tu teima em sempre ser o dono da razão, você não muda mesmo, né? Por que você é assim? Eu sei que não sou nenhuma certinha, tenho os meus medos, mas tu não, sempre é incapaz de assumir que não sabe amar. O meu problema deve ser o mesmo que o seu. Tu reclama de mim, vai embora, mas sempre volta. E eu reclamo de você, mas fico te trazendo de volta.Tu acha mesmo que eu seria tão otária de viver na tua cola se eu não te amasse? Caramba, o problema é que eu fujo, eu acabo indo pra longe porque não suporto esse teu jeito de sempre querer ser o certo e me tratar como o problema. Quer dizer, fugir de você é a unica coisa que eu posso ao menos tentar fazer, mas no final eu sempre acabo voltando pra ti e tu com o teu jeito de um “faz de conta que nada aconteceu” me acolhe e me agrada mais uma vez. Olha só o que aconteceu dessa vez, a gente mudou, e não digo de endereço ou de colégio. Conseguimos manter distância dessa vez, e não tem nada que faça isso mudar. Eu não vou gritar, porque sei que tu não vai me escutar. Tá vendo só? Antes eu nem precisava gritar para tu me ouvir, era questão de apenas te olhar e logo tu estava ali, batendo na minha porta querendo entrar. Eu tô sendo compreensível no máximo que posso, mas a tua falta de palavra vinda com o teu silêncio me corroí mais do que qualquer coisa. Quando pensei no passado, isso me fez ver o quanto a gente nunca combinou, mas se acertava sempre em alguns casos, mesmo que fosse por questões de minutos. Era engraçado porque tu mal sabia cuidar de ti e sempre se deu ao máximo para cuidar muito bem de mim. Em relação a isso nunca precisei reclamar, pelo menos nisso né. Mas o meu jeito de toda durona sempre fez com que tu ficasse na minha cola e não fosse embora. Mas se caso um dia tu for embora, não pense que irei atrás de ti, porque estarei do teu lado segurando tua mão para jamais deixar tu partir assim, sem mim. E olha bem pra essa bagunça de agora, você sempre fez errado, mas eu sinto tua falta. Eu sempre fui a sua garota engraçada, eu te fazia rir e era tão bom ouvir tuas gargalhadas por conta das minhas palhaçadas. Agora você quase não me olha, tampouco dá risada das minhas piadas. Não faz nem questão de me ligar e dizer que vai ficar tudo bem, que logo a tua falta de humor vai passar. Eu sei que não é fácil para você conviver comigo, mas para mim também não é fácil de conviver contigo. Não desiste, aguenta mais um pouco. Não é fácil dizer isto, mas eu tenho medo de perder você. Tudo bem, tu mais uma vez será o “Sr. convencido” e eu serei a tua garota problema que sempre procura te contrariar em tudo.
Ele é totalmente o Oposto de mim.   (via promessasvazias)
Posted 7 April 2014, 1 week ago | 9,945 notes | reblog this post
(originally promessasvazias / via promessasvazias)
Alguém que goste das minhas bagunças.
Johnny.  (via doistonsdeamor)
Posted 7 April 2014, 1 week ago | 6,786 notes | reblog this post
(originally o-teimoso / via doistonsdeamor)
Posted 1 April 2014, 2 weeks ago | 25,312 notes | reblog this post
(originally color-instagram / via minna-ks)
Uma parte da população mundial sofreu por amor, a outra parte ainda sofre.
Lucas Katsuro. (via acumulou)
Posted 1 April 2014, 2 weeks ago | 4,715 notes | reblog this post
(originally com-versos / via acumulou)
E sei que você mente também. E sei que a gente se atura porque perder pessoas é muito triste. Por mais que você não venha me encochar no meio da noite, não me agarre no corredor, não jogue a porra do controle remoto para longe, não fale no meu ouvido o quanto você está precisando me comer naquele momento. Por mais que você não seja esse homem, você respira quietinho ao meu lado enquanto dorme, lindo. E quando você dorme quietinho assim, eu sei que, apesar de eu não abalar sua vida em nada, você precisa de mim.
 Tati Bernardi.   (via inverbos)
Posted 1 April 2014, 2 weeks ago | 1,818 notes | reblog this post
(originally texxxtos / via inverbos)
Posted 29 March 2014, 2 weeks ago | 32,228 notes | reblog this post
(originally olheosmuros / via singela-bruta)
Posted 29 March 2014, 2 weeks ago | 16,459 notes | reblog this post
(originally ohm-relax / via my-life-my-love-is-god)
Posted 28 March 2014, 2 weeks ago | 11,841 notes | reblog this post
(originally vibesunset / via singela-bruta)
Bem te quis,
Mal me fez.
Retrizes.  (via a-rticulada)
Posted 28 March 2014, 2 weeks ago | 3,861 notes | reblog this post
(originally retrizes / via a-rticulada)

Quem nunca olhou a hora e esqueceu logo em seguida, não sabe o que é ser a Doris de Procurando Nemo.


image

~troll~

Posted 28 March 2014, 2 weeks ago | 12,269 notes | reblog this post
(originally unicornio-troll / via cupcakes-envenenados)
Posted 28 March 2014, 2 weeks ago | 261,841 notes | reblog this post
(originally lovingmalemodels / via unequalgirl)

Hoje eu só precisava de uma boa pegação.

Posted 28 March 2014, 2 weeks ago | 169,244 notes | reblog this post
(originally a-sap-rocky / via likeinthenorth)
Posted 28 March 2014, 2 weeks ago | 173 notes | reblog this post
(originally aloveofgirl / via meioazedo)
Posted 28 March 2014, 2 weeks ago | 10,616 notes | reblog this post
(originally heinekerr / via meioazedo)
Todos os dias ela levantava e colocava sua velha roupa de felicidade, vestia-se da cabeça aos pés, aquela vestimenta que, aos olhos alheios, tão linda; calçava aos pés algo que a fazia passar pelos espinhos e não doessem nela; punha uma sombreira que encobria seu rosto, trazendo, diante de todo aquele sol, um sorriso escondido pelas sombras, tinha em suas mãos algo, uma espécia de luva, que abrangia a todos, e todos sentiam-se acalentados com a sua presença, ninguém percebia nada de errado, às vezes ela até passava despercebida diante dos tais (…) passava o dia inteiro com aquela vestimenta, que parecia frágil, mas resistia, de uma forma tão surpreendente, a todos os males dos dias que passavam (…) mas a noite caía, ela voltara pra casa cansada de todo aquele peso da vestimenta, e tirava-a parte por parte, dos pés a cabeça despia-se inteira, e voltava a sua aconchegante “realidade” enquanto a noite vinha, punha um simples vestido que não tinha um nome fixo, era um nômade dos sentimentos, às vezes vinha de dor, outras de saudade, outrora apenas de cansaço, mas que sempre a fazia deitar em sua cama florida e seu travesseiro macio que a entendia melhor que o mundo inteiro, por um momento, ali, ela sentia-se protegida.
Não espere que a tempestade passe, simplesmente aprenda a dançar na chuva
A vida não me deve nada,na verdade ela não deve nada a ninguém...
NADA É, TUDO ESTÁ !
Café esfria,
SENTIMENTO TAMBÉM ...
Recomendo :3 Vida perfa , MINHA baby linda *-* e o Kadu;)