cada grito é amor, né maninho ?! ❤ 👊

Posted 19 October 2014, 11 hours ago | reblog this post
Ninguém ajudou, eu me virei sozinho. E isso me endureceu um pouco mais.
Caio F. Abreu.    (via capacitaria)
Posted 19 October 2014, 18 hours ago | 28,522 notes | reblog this post
(originally alentador / via capacitaria)
Posted 19 October 2014, 18 hours ago | 2,757 notes | reblog this post
(originally extriper / via ohpanicat)
A vida é tipo matemática, se tá fácil, tá errado.
Desconhecido.  (via tempestades-repentinas)
Posted 19 October 2014, 18 hours ago | 42,192 notes | reblog this post
(originally involuntus / via construindoversos)
Posted 19 October 2014, 18 hours ago | 35,501 notes | reblog this post
(originally in-fuck / via seex)
Posted 19 October 2014, 18 hours ago | 164 notes | reblog this post
(originally freched / via tequilizado)
Posted 19 October 2014, 18 hours ago | 807 notes | reblog this post
(originally col0r-instagram / via warrentaw)
Às vezes o dom de alguém é cuidar de outra pessoa.
Supernatural.    (via adesejar)
Posted 19 October 2014, 18 hours ago | 21,707 notes | reblog this post
(originally versos-no-vento / via adesejar)

Uma aula de física pra calcular a velocidade da voadora que eu vou dar na sua cara.

Posted 19 October 2014, 18 hours ago | 1,471 notes | reblog this post
(originally opagato / via humorz)
Posted 19 October 2014, 18 hours ago | 49,143 notes | reblog this post
(originally z-arb / via beckdpaz)

Qual o nome da doença, que vc tenta ajudar a pessoa e quem acaba se fodendo, é vc? Ah, lembrei: Burrice!

Posted 19 October 2014, 18 hours ago | 1,738 notes | reblog this post
(originally evocado / via cueca-do-avesso)
Posted 19 October 2014, 18 hours ago | 776 notes | reblog this post
(originally itcuddles / via itcuddles)
Um coração como poucos. Um coração à moda antiga.
Clarice Lispector.    (via odeio-odiar-voce)
Posted 19 October 2014, 18 hours ago | 12,417 notes | reblog this post
(originally motivando / via odeio-odiar-voce)
Posted 19 October 2014, 18 hours ago | 5,072 notes | reblog this post
(originally xapado-romantico / via humorz)
Posted 19 October 2014, 18 hours ago | 94 notes | reblog this post
(originally avexada / via to-taradinha)
Todos os dias ela levantava e colocava sua velha roupa de felicidade, vestia-se da cabeça aos pés, aquela vestimenta que, aos olhos alheios, tão linda; calçava aos pés algo que a fazia passar pelos espinhos e não doessem nela; punha uma sombreira que encobria seu rosto, trazendo, diante de todo aquele sol, um sorriso escondido pelas sombras, tinha em suas mãos algo, uma espécia de luva, que abrangia a todos, e todos sentiam-se acalentados com a sua presença, ninguém percebia nada de errado, às vezes ela até passava despercebida diante dos tais (…) passava o dia inteiro com aquela vestimenta, que parecia frágil, mas resistia, de uma forma tão surpreendente, a todos os males dos dias que passavam (…) mas a noite caía, ela voltara pra casa cansada de todo aquele peso da vestimenta, e tirava-a parte por parte, dos pés a cabeça despia-se inteira, e voltava a sua aconchegante “realidade” enquanto a noite vinha, punha um simples vestido que não tinha um nome fixo, era um nômade dos sentimentos, às vezes vinha de dor, outras de saudade, outrora apenas de cansaço, mas que sempre a fazia deitar em sua cama florida e seu travesseiro macio que a entendia melhor que o mundo inteiro, por um momento, ali, ela sentia-se protegida.
Não espere que a tempestade passe, simplesmente aprenda a dançar na chuva
A vida não me deve nada,na verdade ela não deve nada a ninguém...
NADA É, TUDO ESTÁ !
Café esfria,
SENTIMENTO TAMBÉM ...
Recomendo :3 Vida perfa , MINHA baby linda *-* e o Kadu;)